Banner
Banner
Banner
Banner
1896: Olimpíadas de Atenas, Grécia

A situação no país na época

A cidade de Atenas teve depois de que foi decidida a volta das Olimpíadas, apenas dois anos de preparação para realizar os Jogos. Graças as doações do milionário George Averoff (foto abaixo)  e outros recursos captados com vendas de materiais comemorativas, conseguiu-se toda a infra-estrutura pronta a tempo da realização das Olimpíadas.

Em 1896, a Grécia ainda utilizava o calendário juliano, com doze dias a mais em relação ao calendário convencional que era utilizado na maioria dos países da Europa e nas Américas. Com a confusão de calendários diferentes entre os países, a equipe dos Estados Unidos não chegou a tempo de participar da cerimônia de abertura.


No dia 6 de abril de 1896 (pelo calendário juliano), o rei grego Jorge I, para um público de 70 mil espectadores, anunciou a seguinte frase: “declaro abertos os Primeiros Jogos Internacionais de Atenas, que celebram as primeiras Olimpíadas da Era Moderna”. Salvas de canhões, bandas de músicas e a Orquestra Sinfônica de Atenas abrilhantaram a cerimônia de abertura dos Jogos com a execução do hino olímpico que era tocado pela primeira vez. Após o hino, a bandeira da Grécia foi hasteada e vários pombos foram soltos.

 

 

James B. Connolly, o primeiro campeão olímpico

Logo após a cerimônia de abertura dos Jogos, foram disputadas as provas eliminatórias dos 100 metros livres. As provas de atletismo foram disputadas no belíssimo Estádio Olímpico de Atenas na estranha pista de 203 metros em aclive. Devido a curva fechada demais da pista, não foi possível a realização da prova dos 200 metros livres.


No primeiro dia de provas, James B. Connolly (foto acima), sagrou-se o primeiro campeão olímpico da história, na prova do salto triplo com a marca de 13,71 metros.

 

 

Thomas Burke e a posição inovadora dos 100 metros do atletismo

Era a final dos 100 metros rasos. Os finalistas alinham-se e aguardam a ordem de partida. Todos se posicionam de lado, um braço na frente do outro, o pé esquerdo na linha, o direito um pouco mais atrás, todos certos que nesta posição pegariam mais impulso na largada. Todos pensavam assim, com exceção de um, Thomas Burke (foto acima), que preferiu se agachar.

Ele simplesmente apóia as duas mãos no chão, coloca a perna esquerda para trás e a direita para frente.


Esta posição inovadora de Thomas Burke é usada até os dias de hoje na saída de todas corridas de curta distância do atletismo.

 

 

Spiridon Louis, o pastor de ovelhas campeão olímpico

O pastor de ovelhas, Spiridon Louis, andava 28 quilômetros por dia para cumprir a sua tarefa de reforçar o seu orçamento levando água de sua vila para ser vendida em Atenas.


Na prova da maratona, Louis correu o tempo todo acompanhado de seu cachorro e foi o vencedor da prova.


O milionário, George Averoff, financiador da Olimpíada, chegou a oferecer a mão de sua filha para Louis, porém, o vencedor da maratona não aceitou.

No final das contas, Spiridon Louis ganhou um cavalo e uma carroça de presente para facilitar o seu trabalho.

 

 

Outras curiosidades dos Jogos Olímpicos de Atenas

O ciclista Paul Masson (foto acima) foi o vencedor de três provas do ciclismo num mesmo dia: quilômetros contra o relógio, velocidade de mil metros e de dez quilômetros.

Passeando de férias em Atenas, o australiano Edwin Flack (foto acima), funcionário de uma companhia inglesa, resolveu inscrever-se na prova dos 800 metros. Acabou sagrando-se vencedor.

Estudante da Universidade de Oxford, o irlandês John Boland (foto acima) viajou a Atenas apenas para assistir os Jogos Olímpicos. Contudo, seu amigo grego Thrasyvoalos Manaos, acabou inscrevendo-o para a disputa do torneio de simples do tênis. Boland foi o primeiro tenista campeão olímpico de simples.

As primeiras provas de natação destes Jogos Olímpicos foram disputados na Baía de Zea, em Phaleron. O atleta de destaque nesta modalidade foi o húngaro Alfred Hajós (foto acima), vencedor das provas de 100 e 1.200 metros livres.

A cerimônia de encerramento dos Jogos de Atenas foi celebrada no dia 15 de abril e o rei Jorge I entregou as medalhas de prata e bronze (nesta edição não existiam a medalha de ouro) além de uma coroa de louros, para o primeiro e o segundo colocado, de cada prova, e um diploma para os outros participantes.


No final, liderados pelo grande vencedor da maratona, Spiridon Louis, todos os atletas deram a volta de honra no estádio, para o delírio do público presente.

 

 

O quadro de medalhas dos Jogos de Atenas

Abaixo, confira o quadro de medalhas com os cinco primeiros colocados, mais a posição do país sede e o Brasil.

 

Quadro de medalhas com os cinco primeiros colocados, país sede e o Brasil

Países

Ouro

Prata

Bronze

Total

1. Estados Unidos

11

7

2

20

2. Grécia (país sede)

10

17

19

46

3. Alemanha

6

5

2

13

4. França

5

4

2

11

5. Grã Bretanha

2

3

2

7

Brasil (não participou)

-

-

-

-

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
- LIVRO: Universo olímpico: uma enciclopédia das Olimpíadas, Eduardo Colli. São Paulo: Códex, 2004.
- LIVRO: O guia dos curiosos: olimpíadas / Marcelo Duarte. 1 ed. São Paulo: Editora Panda, 2004.
- SITE: Comitê Olímpico Brasileiro – www.cob.org.br
- SITE: Comitê Olímpico Internacional – www.coi.org

 

Blogs

Linha de Chegada
Hamilton vence com facilidade na China



por Dyeison Martins

Pádel Show
Cartaz do Circuito MMC 2014...



por Edson Moreira

Nos Bastidores
Escalação animal da Copa do Mundo do Brasil



por Mariana Staudt

ASSISTA

Banner
Banner

Newsletter




Copyright © 2014 Travinha Esportes. Todos os direitos reservados.