Banner
Banner
Banner
Banner
Regras do Basquete

A quadra de jogo

Plana e retangular, a quadra de basquete é feita geralmente de tacos ou cimento, tendo a medida de 28 metros de comprimento por 15 metros de largura. Na parte interna da quadra (foto acima), você encontra os seguintes ítens.

 

Linha de três pontos

Qualquer arremesso feito por um jogador posicionado atrás desta linha vale três pontos. Ela deve ser traçada a 6,25 metros da cesta.

 

 

Linha do lance livre

Localizada a 5,80 metros da linha de fundo, esta linha serve para que os jogadores fiquem atrás dela para arremessarem o lance livre.

 

 

Linha e circulo central

A linha central define a metade da quadra. Já o círculo central deve ter um raio de 1,8 metros. É dentro dele que os jogadores que vão saltar para pegar a bola no início do jogo devem ficar enquanto os outros ficam fora deste círculo.

 

 

Linhas restritivas (Garrafão)

Estas linhas estão localizadas junto ao semicírculo. Elas formam o popular garrafão. Os jogadores devem ficar fora desta área durante o arremesso de lance livre. Quando a bola está em jogo, o jogador não pode ficar mais de três segundos parado neste local. Sua área interna pode ser pintada de cor diferente à do resto da quadra, exceto a do círculo central. O garrafão mede 5,80 metros em sua base.

 

 

A cesta

No centro do garrafão fica localizada a cesta, que fica suspensa a 3,05 metros do chão. Apoiado na mesma estrutura que sustenta a cesta há o “Placar de 24 segundos”. Ele é o responsável por mostrar o tempo de posse de bola das equipes durante um ataque e que não pode ultrapassar os 24 segundos.

 

 

 

Na parte externa da quadra, você encontra...

Agora veremos os componentes e objetos que ficam na parte externa da quadra conforme mostra a figura acima. São eles:

 

Banco de reservas

 

É o local onde ficam os jogadores suplentes que devem permanecer sentados enquanto estiverem fora do jogo. O técnico pode se posicionar na área em frente ao banco e antes da linha que limita a quadra para orientar os seus comandados.

 

 

Oficiais de mesa e comissário

Grupo composto pelo apontador, assistente do apontador e o cronometrista. Os primeiros têm o dever de cuidar da súmula e dos números de faltas, enquanto o último controla o tempo da partida. Já o comissário tem a função de fiscalizar o trabalho dos oficiais de mesa e auxiliar o árbitro.

 

 

Área Livre

 

Seria a área que está pintada em azul na quadra. Nela não pode haver qualquer obstáculo no espaço de 2 metros para o lado de fora da quadra a partir da linha que a delimitam.

 

 

Placar eletrônico

Marca os pontos e o tempo da partida. Em alguns ginásios, mostra lances do jogo em telões.

 

 

 

A bola

A bola oficial de basquete tem entre 75 e 78 centímetros de circunferência e pesa entre 567 e 650 gramas.

 

 

 

O jogo

O objetivo do jogo de basquete é acertar a bola na cesta do time adversário e impedir que o oponente conquiste o controle da bola e marque cestas. Quem fizer mais pontos no final do jogo é o vencedor.

Numa partida existem duas equipes que são compostas por 5 jogadores cada (em jogo) mais 7 reservas.

O Jogo começa com o lançamento da bola ao ar, pelo árbitro, entre dois jogadores adversários no círculo central e esta só pode ser tocada quando atingir o ponto mais alto.

O tempo de jogo é dividido em quatro períodos de 10 minutos de tempo útil cada (Na NBA, são 12 minutos), com um intervalo de meio tempo entre o segundo e o terceiro período com uma duração de 15 minutos, e com intervalos de dois minutos entre o primeiro e o segundo período e entre o terceiro e o quarto período. O cronômetro só avança quando a bola se encontra em jogo, isto é, sempre que o árbitro interrompe o jogo, o tempo é parado de imediato.

Depois da marcação de uma falta, o jogo recomeça por um lançamento fora das linhas laterais, exceto no caso de lances livres. Após a marcação de ponto, o jogo prossegue com um passe realizado atrás da linha do campo da equipe que está se defendendo.

A bola é sempre jogada com as mãos. Não é permitido andar com a bola nas mãos ou provocar o contato da bola com os pés ou pernas. Também não é permitido driblar com as duas mãos ao mesmo tempo.

Um ponto é válido quando a bola entra pelo aro (cesta), por cima. Cada arremesso certo pode valer um, dois ou três pontos. Vale um ponto quando é feito um lance livre, vale dois pontos quando for de pequena ou média distância, e três pontos a partir de 6,25 metros.

Os jogos não podem terminar empatados. O desempate acontece através de prorrogações de 5 minutos até que ocorra o desempate.

O jogo é ganho pela equipe que marcar o maior número de pontos no tempo regulamentar.

No arremesso de lance livre, os jogadores de ambas as equipes ocupam seus espaços dentro das linhas de marcação não podendo sair de seus lugares até que a bola saia das mãos do arremessador do lance livre. Também não podem tocar a bola na sua trajetória para a cesta antes que ela toque no aro.

 

 

 

Fundamentos básicos do basquete: os passes

Logo abaixo, vamos conhecer os tipos de passes realizados em uma partida de basquete.

 

Passe de peito

Trazendo a bola junto ao peito, com o peso do corpo na perna coordenando movimento dos braços com os pulsos, a bola à frente do corpo, o atleta a lança com as mãos na direção do movimento.

 

Passe picado

É idêntico ao passe de peito, com a diferença de que a bola toque no chão antes de chegar às mãos do jogador que vai recebê-la.

 

 

Passe por cima da cabeça

Elevando a bola acima da cabeça com ambos os braços, lançá-la com um forte movimento dos pulsos, sem baixar os braços.

 

 

Passe de gancho

A bola é segura pela mão que vai lançá-la bem junto ao punho, dedos espalhados na bola. Com um passo atrás ou para o lado, dar um salto com um giro no ar simultâneo ao lançamento da bola através de um movimento circular do braço.

 

 

Passe de ombro

A bola é segura com ambas as mãos, com os dedos apontados para cima. Os cotovelos devem ser flexionados, a bola se manterá junto ao corpo com o ombro alto e a execução do passe deverá ser feita pela extensão do braço, cotovelo e punho.

 

 

 

Fundamentos básicos do basquete: o drible

No basquete o drible é realizado da seguinte maneira: corpo abaixado, cabeça elevada, joelhos flexionadas, impulsionar a bola com a flexão do pulso.

 

 

 

Fundamentos básicos do basquete: os arremessos

Abaixo, conheça os tipos de arremessos utilizados em uma partida de basquete

 

Bandeja

É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao receber a bola ou interromper o drible, o jogador define o pé de apoio (1º tempo rítmico), tendo direito ao segundo tempo rítmico com mais um passo. No entanto, a bola deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo.

 

 

Com uma das mãos

Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina com a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da bola através das pontas dos três dedos médios da mão.

 

 

Jump, com drible e parada

Driblando em direção à cesta, parando numa posição de equilíbrio, flexiona-se as pernas, saltando e elevando a bola acima e à frente da cabeça com ambas as mãos. A arremesso é executado apenas com uma das mãos.

 

 

Gancho

O jogador com a posse da bola, dribla em direção à cesta mantendo seu corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o corpo no ar com o lançamento da bola em movimento circular do braço, caindo de frente para a cesta.

 

 

O Lance-livre

É igual ao arremesso com uma das mãos, efetuado da linha do lance-livre, sem marcação e tendo cinco segundos para a execução. É importante que o jogador mantenha o peso do corpo na perna da frente, concentre-se e bloqueie a respiração antes do arremesso.

 

 

 

Fundamentos básicos do basquete: os rebotes

Partindo da posição de guarda, o jogador da defesa procura através de um trabalho de pernas evitar que o adversário tome a sua frente para o rebote. É importante, durante o lançamento da bola, que o defensor não olhe para a trajetória da bola, e sim o jogador que esteja marcando.

- 1º caso: Quando o adversário correr para o rebote pelo lado da perna de trás do defensor, basta a este fazer o giro na perna de trás.

- 2º caso: Quando o movimento para a cesta for feito pelo lado da perna da frente, o defensor efetuará dois movimentos de giro. O primeiro pela perna da frente e o segundo igual ao 1º caso.

 

 

 

Os árbitros e seus gestos

No basquete, a arbitragem é composta por dois ou três juizes, sendo o árbitro principal e seus assistentes. O arbitro principal é o responsável por aplicar as regras do jogo e comandar a partida. Já os árbitros assistentes tem a tarefa de auxiliar o árbitro principal.

Como mostra a foto abaixo, estes são os principais gestos do árbitro numa partida de basquete.

 

 

As faltas do jogo

Abaixo, conheça as faltas e penalizações que acontecem numa partida de basquete.

 

Penalizações para faltas individuais: Se a falta for cometida sobre um jogador que não está se projetando para o arremesso, a falta será cobrada pela reposição de bola lateral, desde que a equipe não tenha cometido mais do que quatro faltas coletivas durante o período, caso contrário, é concedido ao jogador que sofreu a falta o direito a dois lances livres. Se a falta for cometida sobre um jogador no momento do arremesso e o ponto for convertido, o mesmo deve contar e ainda ser concedido um lance livre. No caso do arremesso não ser convertido, o arremessador irá executar os lances livres correspondentes às penalidades, ou seja, 2 ou 3 lances livres, conforme se trate de uma tentativa de arremesso de 2 ou 3 pontos.

 

Regra dos 5 segundos: Um jogador que está sendo marcado não pode ter a bola em sua posse, sem driblar, por mais de 5 segundos.


Regra dos 3 segundos: Um jogador não pode permanecer mais de 3 segundos dentro da área restritiva (garrafão) do adversário, enquanto a sua equipe esteja com a posse da bola.


Regra dos 8 segundos: Quando uma equipe ganha a posse da bola na sua zona de defesa, deve, dentro de 8 segundos, fazer com que a bola chegue à zona de ataque, isto é, passando do meio da quadra.


Regra dos 24 segundos: Quando uma equipe está de posse da bola, ela tem até 24 segundos para arremessar a bola na cesta do adversário.


Bola presa: Considera-se bola presa quando dois ou mais jogadores (um de cada equipe pelo menos) tiverem uma ou ambas as mãos sobre a bola deixando.


Transição de campo: Um jogador cuja equipe está na posse de bola, na sua zona de ataque, não pode provocar o retorno da bola para a sua zona de defesa.


Falta nos Dribles: Quando se dribla pode-se executar o número de passos que pretender. O jogador não pode bater a bola com as duas mãos simultaneamente nem efetuar dois dribles consecutivos, ou seja, bater a bola agarrá-la com as duas mãos e voltar a batê-la.


Passos: O jogador não pode executar mais de dois passos com a bola na mão.


Número de faltas: Um jogador que cometer cinco faltas está desqualificado da partida.

 

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
- LIVRO: Almanaque dos Esportes, Editora Europa, 2009.
- LIVRO: A História dos Esportes, Orlando Duarte, 4ª ed. Editora Senac, SP, 2004.
- LIVRO: O Guia dos Curiosos: esportes 3ª ed. Marcelo Duarte, Editora Panda Books.
- LIVRO: Fique por Dentro – Esportes Olímpicos, Benedito Turco. - Rio de Janeiro. Casa da Palavra: COB, 2006.
- SITE: Confederação Brasileira de Basquete - http://www.cbb.com.br/
- SITE: Federação Internacional de Basquete - http://www.fiba.com/
- SITE: Federação Paulista de Basquete - http://www.fpb.com.br/

 

Blogs

Linha de Chegada
Rosberg erra e Hamilton vence na Itália



por Dyeison Martins

Pádel Show
WPT Barcelona



por Edson Moreira

ASSISTA

Banner
Banner

Newsletter




Copyright © 2014 Travinha Esportes. Todos os direitos reservados.